Pessoas e Lugares #1 - Lamego

19:00



Desde pequena que me recordo de visitar capelas, igrejas e santuários em passeios de família. Não sei porque nos cingíamos só a este tipo de monumentos, mas era assim. Agora que tenho o poder de decisão, quando revisitamos essas mesmas cidades procuro conhecer outras coisas organizando-me antecipadamente consoante o tempo que terei disponível aquando da visita.

Neste sentido, hoje venho trazer-vos o roteiro de uma visita que fiz com os meus Pais e namorado no final do mês passado à cidade de Lamego. 

Na memória tinha um passeio de família que fiz era ainda criança e recordava-me de ter subido a interminável escadaria de acesso ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios e a compra de uma chave de fendas numa loja dos Chineses. Porque é que me lembro da chave de fendas? Não faço a mais pequena ideia, mas é engraçado perceber o que nos marca.

Com o intuito de perceber que atrações poderia visitar sondei pessoas que conhecem minimamente a zona. Inevitavelmente, foi-me aconselhada a visita ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios (que já fazia parte dos nossos planos) e às caves do prestigiado vinho espumante Raposeira, que eu não sabia ser produzido na zona. Achei que esta visita seria interessante, mas infelizmente, após contacto, percebi que as caves não estariam abertas no dia da nossa viajem. Terá de ficar para uma próxima vez. É claro que também fiz algumas pesquisas na internet e pude então planear a nossa viajem a Lamego. 

Começamos por visitar o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, apesar de não termos tido a coragem de subir o escadório. No interior não era permitido tirar fotografias e, embora não percebendo a razão (pois em cerimónias religiosas já se pode), cumpri a premissa à risca.












O almoço foi um mega picnic nas imediações do Santuário, que possui estruturas para esta prática como mesas e parques de estacionamento adequados.

Seguiu-se  uma visita à Sé Catedral, situada no centro da cidade e que apresenta uma estrutura imponente e um interior riquíssimo. Não sendo eu perita nem em História nem em Arte, o que vos posso dizer é que valeu totalmente a visita. 












Daí seguimos para o Bairro do Castelo, que para não moradores apenas possui acesso pedonal o que se torna bastante enriquecedor  pela possibilidade de conhecer as casas tão caraterísticas deste bairro. Para elém disto, pode usufruir-se de uma vista magnífica sobre a cidade.


 




A entrada no Castelo é gratuita e no seu interior são apresentadas algumas atividades engraçadas, cm recurso a instrumentos antigos, como é o caso do arco e flecha. Está também em exposição um mapa em relevo da cidade.












Ainda no mesmo bairro podemos, posteriormente, visitar a Cisterna onde são apresentadas imagens e vídeos das gentes daquela cidade (infelizmente, tive um problema com a máquina e não pude tirar fotografias no interior).



Como podem ver, é um excelente roteiro para se fazer com família e amigos, sem grandes prejuízos para a carteira já que todas as atividades mencionadas são de cariz gratuito.

E desse lado? Já conhecem Lamego? Quais os locais que aconselham?

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images